Classificados

Administração

Patrocinadores

 Visitem os Patrocinadores
dos Nobres do Grid
Seja um Patrocinador
dos Nobres do Grid
Critérios e critérios. Planejamento e organização PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Wednesday, 09 November 2016 20:09

Caros Amigos, Desde o final de maio de 2012 que tenho um encontro semanal marcado com os estimados leitores do site dos Nobres do Grid. Minha relação, contudo, começou alguns anos antes. Primeiro como leitor, depois com a extinta seção “Hiperlink” entre 2010 e 2011.

 

De colunista voluntário a Gestor do Projeto Nobres do Grid se passaram alguns anos e, dentro do espírito que pautou todas as ações que estão registradas no site, uma das marcas registradas e que eu como gestor procurei manter e aprimorar sempre que possível foi o planejamento e a organização, ambas fundamentais para o sucesso em qualquer empreitada para que ela possa ter sucesso.

 

Foi assim que, por exemplo, fizemos o planejamento e executamos a homenagem para Reinhold Joest e Tom Kristensen durante a etapa do Mundial de Endurance de 2014. Foram dois meses de negociação para termos a aprovação da Audi e usarmos 5 ou 6 minutos do “Meet with the Team” na sala de imprensa, fugindo ao protocolo (e alemães não são nada adeptos a fugir de protocolos) da equipe em todas as corridas da categoria... e fizemos notícia no mundo inteiro! Exceto, claro, no Brasil, salvo uma notinha de rodapé da Car and Driver.

 

Para conquistarmos os números que temos, de quase 900 mil acessos por mês – com alguns “picos” de mais de um milhão – e um alcance global, com 1/3 de nossos acessos vindos do exterior (justamente por ações como as feitas no WEC e no WTCC quando este corria em Curitiba), nos especializamos em “fazer o diferente”, o inusitado, o inédito.

 

Na busca deste ineditismo, desde agosto do ano passado, diante da concreta perspectiva de termos duas candidaturas à Presidência da Confederação Brasileira de Automobilismo: uma de “situação”, indicado pelo atual presidente, Cleyton Pinteiro, e outra por parte da articulação entre dois dos Vice-Presidentes que juntamente com outros diretores do nosso automobilismo como chapa de oposição, vimos a perspectiva de mais uma realização inédita com a marca do Projeto Nobres do Grid.

 

Em nossas reuniões periódicas, com nossos enviados aos autódromos observando e fazendo seu trabalho de jornalismo investigativo, ficou bastante evidente que o Primeiro Vice-Presidente, Sr. Milton Sperafico estava se fazendo presente nos autódromos, especialmente nos eventos da VICAR, com o que nossos enviados (e isto foi falado por cinco de nós) estava com uma “clara postura de candidato”, circulando pelos boxes, conversando com os chefes de equipe e promotores como não vinha fazendo desde então.

 

Tal perspectiva e o “anúncio não oficial” feito por parte do Segundo Vice-Presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, Rudolfo Edmundo Reith Filho, aconteceu em junho passado levou-nos a começar a preparação para fazer mais um projeto com o selo de qualidade e o ineditismo do Projeto Nobres do Grid: a realização de um debate entre os candidatos à presidência da CBA, transmitido via Rádio, TV e internet para todo o Brasil e, com o nosso alcance, para todo o mundo. Algo que nunca foi feito por aqui e que não temos notícia de ter sido feito em outro país com esta abrangência!

 

Passamos a tratar este assunto entre nossos parceiros para buscar meios de viabilização deste evento histórico, Enviei para São Paulo na Corrida do Milhão o nosso Editor Chefe a fim de fazer a primeira tratativa com os dois candidatos (onde um deles ainda não havia assumido a candidatura oficialmente) e ambos se mostraram interessados em realizar o inédito debate. Pedimos a ambos apenas uma coisa: sigilo enquanto não tínhamos a confirmação da logística e acordos técnicos e comerciais, o que tivemos apenas no final do mês de setembro e que, tendo isso, informamos a data na qual pretendíamos realizar o debate: O domingo, dia 27 de novembro.

 

Ambos os candidatos já tinham conhecimento do projeto e quando do lançamento da chapa de oposição, a “Bandeira Verde”, encaminhamos para ambos os candidatos a proposta oficial com data, horário, formato, regras do debate, no mesmo padrão que é feito nos debates políticos e, com uma deferência especialíssima, a nossa parceira neste projeto, a Rádio Banda B do Paraná, uma das poucas que mantém um programa semanal de automobilismo em sinal aberto no país, que tem um canal de transmissão de TV pela internet e, com isso faltava apenas a confirmação da presença dos candidatos.

 

Com um mês de antecedência foram enviados os emails com as regras do debate e toda a parte de logística e comercial (patrocínios, passagens, hospedagens, traslados, etc.) estava articulada, aguardando apenas o “sim” dos candidatos, enquanto Sr. Waldner Bernardo colocou-se inteiramente à nossa disposição, passamos a travar uma verdadeira batalha com a assessoria de imprensa da chapa de oposição para conseguir confirmar um convite feito há tanto tempo.

 

Ontem, para meu total dissabor, fui informado via email pelo nosso Editor Chefe, delegado como responsável em fazer o fechamento do debate, que a assessoria de imprensa da chapa de oposição enviara o curto texto abaixo:

Depois de muitas tentativas, consegui um retorno e conversar com o Milton, que estava em trânsito hoje no norte do Brasil.

Olhamos a agenda com carinho e como lhe disse, novembro não há a menor chance de agenda, estaremos ‘na estrada’, visitando todas as Federações, em campanha, além de outros compromissos, inclusive invadindo o início de dezembro.”

 

Através de contatos com outros integrantes do Projeto Nobres do Grid e colaboradores, fui informado que a ausência do candidato de oposição, Sr, Milton Sperafico, também deixou de se fazer presente no evento promovido pela Porsche GT3 Challenge Cup, o Painel Motorsport Brasil, bem como não atendeu a um convite da ABPA (Associação Brasileira de Pilotos de Automobilismo). Estamos em “boa companhia”!

 

Não cabe a mim julgar se o candidato ou sua assessoria estão certos ou errados nas decisões que estão tomando ou quais seriam os critérios para se conseguir entrar ou não em sua concorrida agenda, algo que um grande promotor do automobilismo nacional e a associação dos nossos pilotos não conseguiram. Contudo, se não é possível fazer um planejamento de agenda com quatro semanas de antecedência, com uma data de conhecimento do candidato dois meses anterior ao evento, sinto-me o direito de questionar se tal metodologia de trabalho será a de sua administração caso vença a eleição no dia 20 de janeiro.

 

Um abraço e até a próxima,

 

Fernando Paiva