Classificados

Administração

Patrocinadores

 Visitem os Patrocinadores
dos Nobres do Grid
Seja um Patrocinador
dos Nobres do Grid
Nuvens negras! PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Thursday, 03 March 2016 01:46

Caros amigos, todos nós que acompanhamos o noticiário do que está acontecendo no país, de uma forma maior ou menor em termos de assimilação de realidade e entendimento dos fatos, já deve ter chegado à conclusão de que não vivemos apenas uma crise financeira, mas também uma crise política e institucional, cujo o conjunto dos danos que ela tem provocado está afetando duramente a vida da sociedade brasileira de diversas maneiras e em praticamente todos os seguimentos.

 

Logicamente, o automobilismo não conseguiria passar incólume ao turbilhão causado pela “tempestade perfeita” criada pelos nossos políticos, mas os fatos que estão se desencadeando nestas últimas semanas são de grande gravidade e séria preocupação em relação ao presente e ao futuro da categoria mais poderosa do país.

 

Estive navegando ao longo desta semana no site da Stock Car e quando acessamos a página onde aparecem as equipes e seus pilotos, de forma preocupante não vi o nome de algumas equipes e o nome de diversos pilotos que estiveram no grid no ano passado.

 

Uma vez que a assessoria de imprensa da categoria conta com profissionais de grande competência e seriedade profissional, não acredito que o site esteja sem atualizações, principalmente estando às vésperas da abertura da temporada, onde acontece um dos mais importantes momentos do campeonato (ao menos em termos de mídia e divulgação) que é a corrida de duplas, com cada competidor do campeonato trazendo um piloto para correr ao seu lado, fazendo daquela festa de abertura, um evento ainda maior.

 

No ano passado, enviamos nosso Editor Chefe para Goiânia, tamanha era a importância da corrida, que contaria com pilotos de mais de dez países estrangeiros, vários ex-pilotos da Fórmula 1, alguns pilotos que corriam em grandes categorias internacionais como o Campeonato Mundial de Endurance, a Fórmula E, WTCC e a Blancpain Series, maior categoria europeia de carros de Gran Turismo.

 

Neste ano, a festa será bem mais modesta. Entre as estrelas que vieram ao Brasil para a corrida de duplas da Stock Car, entre os estrangeiros temos confirmados apenas o belga Laurens Vanthoor. Junto com ele o irmão do Argentino Nestor ‘Bebu’ Girolami, que disputará o campeonato deste ano aqui no Brasil, será o outro estrangeiro no Grid. Entre as estrelas brasileiras, Nelson Ângelo Piquet e Lucas DiGrassi correrão com os mesmos parceiros do ano passado.

 

E de onde vieram os convidados dos pilotos que correrão em Curitiba? Os pilotos e as equipes foram buscar em pilotos brasileiros que estão afastados há algum tempo por diversos motivos, que vão de mudança de projetos de vida à falta de patrocínio para continuar correndo ou buscando pilotos que não conseguiram ainda fechar pacotes de patrocínio que os permitam correr ou por já participarem de categorias menores da VICAR.

 

Além disso, há um outro problema: algumas equipes ainda não conseguiram reunir condições financeiras de estar no grid. O encolhimento é um processo duro, que atinge profissionais além dos pilotos. A maior perda está nos empregos que deixam de ser gerados atinge os mecânicos, a maior força de trabalho de qualquer categoria do automobilismo.

 

Não bastasse os problemas de ordem financeira, uma séria questão de ordem técnica, ética e moral veio aumentar a crise do nosso automobilismo, jogando ainda mais lama na já questionada imagem da Confederação Brasileira de Automobilismo, onde conversas entre comissários técnicos que atuam na categoria teriam combinado agir contra o piloto Cacá Bueno para prejudicá-lo, deliberadamente, impondo a ele punições que o desclassificariam de corridas e comprometeriam sua capacidade de disputar o título da temporada.

 

Logicamente, diante de uma reportagem como foi publicada no jornal Folha de São Paulo no último dia 29, a CBA tomou a medida que seria esperada: afastou os comissários envolvidos e anunciou a abertura de um inquérito. Independente disso, diante de toda a crise que o automobilismo está enfrentando para sobreviver, definitivamente, um escândalo administrativo dentro do órgão que é responsável pela ordem e organização do esporte era e é tudo que não seria preciso em um momento como este.

 

Um abraço e até a próxima,

 

Fernando Paiva