Classificados

Administração

Patrocinadores

 Visitem os Patrocinadores
dos Nobres do Grid
Seja um Patrocinador
dos Nobres do Grid
Segurança e consciência muito além das pistas. PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Wednesday, 24 June 2015 15:59

Caros amigos, o assunto sobre segurança nas pistas e a conduta dos pilotos da categoria de base poderia perfeitamente render mais uma coluna para esta semana, contudo, um outro acidente, infelizmente com morte, acabou chamando a minha atenção através da minha filha, adolescente.

 

Minha família viveu um drama em 2011 com um grave acidente de carro que poderia ter ceifado a vida de todos nós. Eu, mina esposa e um casal de filhos. É natural que ao vermos acidentes graves, especialmente os com vítimas fatais, acabe provocando reações em todos nós, de uma forma ou de outra.

 

Esta manhã a minha filha caiu em prantos ao ficar sabendo da morte do cantor Cristiano Araujo (que, sinceramente, não sabia de quem se tratava).  Ela ficou tão abalada que a diretora do colégio ligou para a minha esposa teve que ir buscá-la e levá-la para casa tal o estado que ela ficou.

 

Confesso que, inicialmente, pensei que havia um “excesso” na reação que ela teve em relação ao trágico momento para a família do jovem de 29 anos e de sua namorada, de apenas 19, mas ao inteirar-me dos detalhes do acidente, comecei a fazer outras conexões e precisei pedir licença aos meus sócios e retornei para casa.

 

Ao chegar em casa, fui abraçado por minha filha que entre balbuceios e lágrimas repetiu por várias vezes: “Pai, obrigado... Pai, obrigado por ser chato e obrigar a gente a usar o cinto de segurança no banco de trás”. Preciso confessar e admitir que aquilo mexeu muito comigo.

 

Provavelmente a maioria dos fãs de automobilismo deve deixar passar desapercebido o fato da FIA ter, além da responsabilidade com as competições mais importantes do mundo, possue uma outra responsabilidade: desenvolver e buscar, junto com seus associados (confederações e automóvel clubes) campanhas de conscientização e segurança no trânsito.

 

Aqui no Brasil, a FIA, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vem procurando trabalhar, juntamente com o governo brasileiro, em todas as suas esferas, para fomentar uma cultura responsabilidade no trânsito, promover o respeito às leis de trânsito e investir em uma infraestrutura rodoviária mais segura, além de avançar nos temas de segurança veicular, tendo como “Embaixador” deste trabalho, o Presidente da Comissão de Pilotos da FIA.

 

Infelizmente, diversas pesquisas sobre segurança no trânsito tem constatado que a maioria dos motoristas ainda tem uma certa relutância no uso do cinto de segurança, especialmente no banco traseiro. As pesquisas mostraram que as pessoas respondem que usam o cinto de segurança para não serem multadas ao invés de responder que o cinto é uma garantia de segurança.

 

O acidente que vitimou o cantor Cristiano Araujo e sua namorada ainda precisa ser investigado para se descobrir as causas que levaram o motorista do carro, um SUV importado e que tem na sua lista de equipamentos todos os equipamentos de segurança que a maioria dos nossos carros tratam como “opcionais”, perder o controle do mesmo, invadir e capotar no canteiro centrar da rodovia BR 153.

 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o casal estava sentado no banco de trás do veículo. A namorada do cantor foi atirada para fora do veículo, não resistindo aos ferimentos e morrendo ali mesmo, no local do acidente. O cantor chegou a ser socorrido e levado em estado grave para o Hospital Municipal de Morrinhos, cidade mais próxima, onde recebeu os primeiros atendimentos. Depois foi transferido de helicóptero para Goiânia, mas chegou ao Hospital de Urgência com morte encefálica.

 

O segurança do cantor, Ronaldo Ribeiro e o empresário, Victor Leonardo, estavam no banco da frente e apesar do acidente, tiveram apenas ferimentos leves, protegidos pelos respectivos cintos de segurança, além dos eficientes ‘airbags’. O fato da jovem Allana Moraes ter sido arremessada para fora do veículo e as graves lesões sofridas por Cristiano Araujo apontam para o provável não uso do cinto de segurança no banco traseiro, algo extremamente comum por parte dos usuários de automóvel no Brasil.

 

Em escala global, a cada seis segundos morre uma pessoa vítima de acidente de trânsito. A taxa de acidentes de trânsito no Brasil é superior a 20 mortes por cada 100 mil habitantes, muito acima da média dos países ricos na Europa. Para as famílias de Cristiano e Allana estas estatísticas não fazem a menor diferença. Para eles a perda é de 100%!

 

Será que precisamos continuar a assistir e ler este tipo de notícia a cada dia que abrimos o jornal, a internet ou ligamos a televisão? As normas e principalmente a consciência de segurança ao volante vai muito além dos autódromos.

 

Um abraço e até a próxima,

 

Fernando Paiva 
Last Updated ( Thursday, 25 June 2015 00:06 )