Classificados

Administração

Patrocinadores

 Visitem os Patrocinadores
dos Nobres do Grid
Seja um Patrocinador
dos Nobres do Grid
As cores da estação! PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Thursday, 05 February 2015 03:46

Caros Amigos, do mundo da moda eu não entendo absolutamente nada, mas lembo dos tempos do Jornal Hoje de Sábado com seu editorial de moda que minha mãe exigia um silêncio sepucral enquanto Leda Nagle e Marcia Mendes mostravam as tendências da estão que viria, os tecidos e as cores que estariam em alta.

 

No automobilismo, os primeiros “desfiles” tem mostrado uma “tendência ao vermelho” como forte cor para a próxima estação... e em mais de uma frente.

 

Na noite da final do Superbowl, no seu intervalo, com o ‘segundo’ mais caro do planeta, a Nissan apresentou – em um comercial de um minuto e meio e que custou mais de 12 milhões de dólares – o seu carro para a disputa do Campeonato Mundial de Endurance na categoria LMP1: o GT-R LM Nismo (Nissan Motorsport). Infelizmente a nossa transmissão (canal por assinatura na TV brasileira) não mostrou o comercial, mas o vídeo – na íntegra – pode ser visto no youtube.

 

O carro é um projeto arrojado. Um motor V6 de três Litros – dianteiro – biturbo, movido a gasolina, com potência especulada um pouco acima de 1000CV, combinado com um sistema de recuperação de energia que os constutores chamam de “revolucionário”. Para um carro que pesa apenas 880 Kg, é uma relação peso x potência impressionante.

 

O carro é cheio de “surpresas”. Além do motor dianteiro e da sua tração dianteira, há uma diferença no diametro das rodas sendo as dianteiras com 14 polegadas e as traseiras com apenas 9! Além disso, está sendo especulado até onde a liberdade do regulamento pode ser interpretada na “questão da propulsão híbrida”, o que é uma grande bobagem. Afinal, estando em desenvolvimento há mais de um ano, os japoneses não gastariam tanto tempo e dinheiro para construir um carro que não pudesse ser homologado.

 

Se por um lado o vermelho faz sorrir, na mesma América ele faz chorar. A Target, patrocinadora de quase duas décadas da equipe de Chip Ganassi, reduziu drasticamente o volume de dinheiro investido e com isso, a equipe teve que “cortar na carne” antes do início da temporada de 2015 da Fórmula Indy.

 

O time que teve quatro carros no ano passado terá apenas três este ano... e somente um deles apresentar[a as cores da rede  de supermercados, devendo ser o carro do neo zelandês Scott Dixon. Quem perdeu a vaga no time foi Ryan Briscoe. A equipe terá um carro de cada cor, cada um com um patrocinador diferente. O do brasileiro Tony Kanaan terá o patrocínio da NTT Data, subsidiaria da Nippon Telegraph and Telephone, no seguimento de TI nos Estados Unidos.

 

Pelos lados da Espanha, o vermelho fez sucesso nesta semana, com a Ferrari e seu “motor revisado” andando mais rápido em todos os dias de treinos de Jerez de la Frontera, mesmo quando usou alguns tons de azul e amarelo da sauber de Felipe Nasr. Mas até onde os fortes tons dos designers italianos traduzem a verdade?

 

Não foi a primeira vez – e certamente não será a última – que a Ferrari “prometeu” nos tstes pré-temporada e deixou a desejar ao longo delas. Se bem que, em anos anteriores, nem nos treinos estavam conseguindo aplacar a ira da sua impiedosa imprensa e sua fervorosa torcida. Esta semana, ao menos, pode ter servido para isso... mas é bom não se enganar.

 

A Mercedes preocupou-se em andar... andar o mais possível! O carro prateado percorreu mais de 2.500 Km, sempre com pneus médios (nunca com os macios), com um programa de testes bem definido e, pelo visto, seguido também pela branca Williams. Melhor para a azul e amarela Sauber, que percisa urgentemente preencher espaços em sua carenagem para fechar o orçamento até o final da temporada e proporcionar aos seus pilotos um carro minimamente competitivo. Marcar pontos é mais que preciso para quem fechou o ano passado no zero!

 

No sentido contrário das cores vivas, os negros tons decorrentes do cancelamento da etapa da Brasília Indy 300 e a paralisação das obras no Autódromo Internacional de Brasília tiveram mais um capítulo hoje, com uma reunião – à convite do Governo do Distrito Federal – na figura do Governador Rodrigo Rollembarg com representantes do Motociclismo e Automobilismo, na qual também esteve presente o Diretor Executivo da VICAR, Maurício Slaviero, os presidentes das Federações de Motociclismo do DF, Carlos Senise e de Automobilismo Luiz Caland, além de representantes da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), graças a ação do Deputado Julio Cesar.

 

Um movimento entitulado “Velozes e Furiosos” reuniu-se hoje, data que seria comemorativa dos 41 anos da inauguração do autódromo, na tarde, com o secretário de infraestrutura e serviços públicos, Julio Prestes, e à noite com o Governador do estado, saíram do gabinete com a conclusão que o governo está empenhado em dar andamento as obras do autódromo de Brasília, mas precisa de mais tempo para ter segurança jurídica e concluir as obras. Ficou estabelecido 20 dias de prazo para um novo posicionamento do GDF.

 

Os clubes de motociclismo e automobilismo da cidade enviaram representantes para a reunião. Lamentavelmente, não havia nenhum representante da Fórmula Truck, que tem corrida agendada no autódromo para o dia 12 de abril.

 

Que um tom de branco – luz no fim do túnel – se apresente.

 

Um abraço e até a próxima,

 

Fernando Paiva